Os Filhos do Além

O que está acontecendo é efetivamente algo real, extraordinário e que transcende à nossa imaginação!

Esses estranhos implantes que essas criaturas alienígenas (o Leitor vai ver mais adiante porque exatamente temos em certos pontos deste livro duvidado dessa classificação) estão promovendo a torto e a direito, isso em todos os países do mundo e que afetam homens, mulheres, crianças, sem distinção de credos, raças ou ideologias, dizem respeito a uma das mais incríveis experiências que vêm realizando há bastante tempo.

Para que melhor possamos entendê-la, lembremos que aqui mesmo na Terra os nosso cientistas já realizam algo bastante similar: pássaros, baleias, focas e outros animais que necessitam ter seus hábitos melhor estudados, também são implantados com chips, ou microtransmissores, que através de uma varredura efetuada por satélites permite localizá-los aonde quer que estejam.

Em matéria de Ufologia, porém, as vítimas somos nós mesmos e dentro da nossa própria casa! As vítimas preferidas são as mulheres que, como já vimos, futuramente servirão como “suportes” para a geração de criaturas híbridas. Quando crianças, normalmente são abduzidas e recebem cirurgicamente os implantes. Suas memórias, já sabemos, são apagadas em relação a esses fatos e aparentemente levam uma vida normal até que chegue a fase adulta. Chegando a esse ponto, recordemos, uma nova abdução vem a ocorrer. Dessa feita o implante é procedido na narina direita, efetuada através de uma sonda do tipo exploratória.

Freqüentemente vítimas de hemorragias nasais, sempre confundidas pelos nossos médicos como “sinusites”, essas mulheres por vezes sofrem de outras complicações mais graves.

Na terceira fase da atividade alienígena um novo seqüestro ocorre e aí sim é efetuada a inseminação artificial. E continua o apagamento de memória!

Começam então alguns problemas psíquicos decorrentes: insônias, depressões, crises de choro e outros temores que passam a atormentá-las sem razões específicas. Os sangramentos nasais tornam-se então mais freqüentes. Muitas vezes alguns médicos descobrem a verdadeira causa, através de uma radiografia panorâmica de toda a face. A existência daquilo que geralmente é classificado como “um corpo estranho’ é então diagnosticada e a retirada desses minúsculos objetos dotados de constituição aparentemente metálica é efetuada da mesma forma em que foi colocada: através da via nasal!

Quase sempre jogados no lixo pelos médicos, esses verdadeiros rastreadores, e também CONTROLADORES DE MENTES, já foram contudo examinados por especialistas nos EUA, os quais já estavam devidamente alertados para o problema:

Uma dessas engenhosa coisas, por exemplo, ao ser retirada de uma das vítimas naquele país, através de uma análise espectográfica revelou ser constituída por 90% de Carbono e os restantes 10% de Oxigênio. Tratava-se, segundo os analisadores, de um polímero extremamente condutor e de natureza inteiramente desconhecida. O objeto sofria mutações em meio úmido e atuava especialmente na temperatura de 37 graus, a mesma do corpo humano, espalhando as suas tenazes que permitiam sua movimentação e o conseqüente enraizamento nos tecidos. Em outras palavras, ele crescia no organismo!!!

E, como detalhe mais sutil e revelador, o tal implante tinha uma espécie de programação inteligente, o qual o fez desintegrar-se totalmente diante dos espantados olhos dos técnicos, poucos minutos após entrar em contato com o ar!

Esses implantes, curiosamente, são assépticos, tendo a notável característica de não provocarem rejeições ou infecções. Os tais sangramentos nasais são exatamente provocados pelas suas inteligentes movimentações, ou enraizamentos, no interior do organismo!

Ocorrendo a gravidez, que engana verdadeiramente os pais terrestres, começa então outra fase da “operaçãoalien”: geralmente no quarto mês de gestação a mulher-cobaia é novamente seqüestrada e através de uma operação cirúrgica o feto é abruptamente abortado através do próprio canal vaginal!

Ensangüentadas e traumatizadas, as vítimas são geralmente devolvidas de qualquer maneira -muitas vezes bastante longe das suas residências e totalmente desmemoriadas. Sobrevém a internação hospitalar e o natural espanto dos médicos terrestres que acompanhavam a suposta gravidez. Placentas, cordões umbilicais e sacos embrionários permanecem nas suas cavidades abdominais, somente os fetos desaparecem misteriosamente!

Mais e mais crises de choro e depressão que somente são resolvidas através da regressão hipnótica, na qual a vítima finalmente vem a se lembrar de todos os detalhes que foram criminosamente apagados das suas mentes pelas criaturas alienígenas.

Dessa maneira até violenta, fazendo-nos de cobaias, invadindo corpos e sacudindo de forma violenta as nossas estruturas familiares, quais seriam os verdadeiros propósitos, ou objetivos, dessas experiências?

Essas criaturas descritas pelas vítimas como seres magros e cinzentos-esbranquiçados, dotadas de cabeças enormes e desproporcionais, olhos grandes -oblíquos e excessivamente negros- comunicam-se por intermédio de uma forma de telepatia que literalmente invade a s nossas mentes e as dominam. Denotam porém ser mais organizadas e de maneiras um tanto ou quanto mais gentis do que aquelas coisa violentas que torturaram Travis Walton, em 1975 no Arizona.

Suas naves são descritas como suntuosas, muito iluminadas e as mesas de exames com suas aparelhagens cirúrgicas muito avançadas. Pode-se mesmo dizer que o ambiente delas é bastante limpo e sofisticado! algumas das vítimas, geralmente após decorridos alguns anos, continuam revoltadas com o que lhes acontecera. Começa então a última fase da operação que consiste em mais uma abdução, na qual são instadas por uma das criaturas para que venham “conhecer a verdade e entendê-la”. Levadas mais uma vez à nave, são colocadas diante das CENTENAS de tanques-incubadores individuais nos quais assistem ao desenvolvimento de outros fetos, resultados do cruzamento de raças. Uma das contatadas revelou a seguinte mensagem telepática que recebeu nessa ocasião de um anfitrião alienígena:

– Estes são do além. Não do seu mundo ou do nosso, mas do além!

Então, diante dessa enigmática revelação, vem a surpresa: de uma porta surge quase sempre uma estranha mulher (alta estatura, aparência quase humana mas dotada de grotescas feições), certamente mais um resultado do cruzamento entre as duas raças. Vestida com um manto de cor branca-luminosa, da mesma forma que a tal mulher, vem pelas sus mãos uma criança -esta já bastante semelhante a nós!

Precisamente a que, segundo transmitem os alienígenas, fora abortada do ventre daquela atônita vítima. Essas crianças híbridas, descritas como semelhantes a ANJOS pela sus mães terrestres, no entanto mostram-se arredias e aparentemente sem sentimentos. Não as reconhecem ou sequer respondem aos estímulos ou palavras de carinho. Não se comunicam nem mesmo telepaticamente e são frias ao contato físico.

As grotescas mulheres que as acompanham repentinamente retiram-nas do recinto, para total desespero das verdadeiras mães, as quais vêm a ser consoladas pelo tal alienígena anfitrião, diante dos olhares frios de vários outros, com certas mensagens telepáticas do tipo : “-Ela não pode ficar com você. Precisa ir. Não pode viver ou sobreviver no seu mundo”.

Curiosamente, após esse inusitado processo de revelação, as mulheres são devolvidas à Terra com as mentes perfeitamente conscientes dessa lembrança. Exatamente como se eles quisessem que o fato seja lembrado e….Convenientemente divulgado!

Qual seria então o propósito final de tudo isso? As opiniões das próprias vítimas são extremamente divergentes. Uma se dizem cobaias puras e simples, utilizadas como simples objetos; ao passo que outras até se julgam privilegiadas pelo fato de terem sido escolhidas e estarem servindo a uma “justa causa”.

A verdade nua e crua é que seres de uma cultura infinitamente superior à nossa, quer venham do espaço exterior ou ainda de outras dimensões desconhecidas, estão realmente exercendo uma atividade genética bastante febril e intensa, tendo como protagonistas involuntários os povos deste pequeno planeta!

A julgar pelas evidências, o processo é bastante simples: primeiramente cruzaram os seus genes com os nossos. O resultado foi certamente aquilo que chamaríamos de “o protótipo-inicial”., um ser grotesco. Retirando óvulos e espermatozóides nossos, passaram a combinar o ser grotesco com uma segunda geração. Nesse ponto o resultado se torna, digamos, mais aprimorado!

E assim sucessivamente vão fazendo combinações genéticas que cada vez mais se tornam HUMANAS, fazendo de pleno direito aquilo que disseram telepaticamente a Betty Andreasson: essas crianças se tornam ELES, muito embora tenham partido de NÓS!!!

astrtEste é o tipo de tripulantes dos OVNI, responsável pela condução das estranhas e muito bem elaboradas experiências genéticas.

zxxxxAs crianças geradas através dessas experiências genéticas são desenvolvidas através desses verdadeiros “úteros artificiais” em unidades seladas e individuais, situadas dentro das naves alienígenas. O líquido borbulhante seria a emulação do amniótico humano e os tubos provavelmente a do cordão umbilical, bem como pertinentes a outras ligações cerebrais que desconhecemos.xasdAlgumas mulheres terrestres tiveram a oportunidade de ver seu “filho”, muito tempo depois, dentro das naves. Comparemos as ilustrações anteriores e veremos como essas ardilosas criaturas estão obtendo êxito nos seus projetos. Estão pouco a pouco se tornando IDÊNTICOS A NÓS! Com os cabelos são muito soltos e de uma coloração amareloesbranquiçada, essas “crianças” vestem normalmente longos mantos brancos, talvez para nos enganar fazendo-se passar por “anjos”.

Fonte: OVNIs – Mistérios Desvelado a Incrível Verdade! Sérgio Russo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s