A Lápide Alienígena de Aurora

800px-Aurora_cemetery_plaqueApesar de serem máquinas avançadíssimas, quase que atingindo a perfeição absoluta, as falhas técnicas e os acidentes parecem também atingir aquilo que conhecemos como Discos Voadores, ou ainda OVNI. Se acaso nos dispusermos a examinar com outros olhos, mais atentos, alguns acontecimentos relatados nas lendas e até mesmo na História tradicional, poderemos encontrar várias menções veladas e que diriam respeito a muitos deles.

Um espantosos exemplo do que estamos dizendo, teve sua revelação precisamente no ano de 1974, quando na cidade de Aurora, situada nos EUA e a cerca de 120 quilômetros de distância de Dallas, Texas, as terras de propriedade da senhora Marie Harris foram assoladas por uma massa gelatinosa, escura e repleta de bolhas, que brotava do subsolo e que, quando cortada pelos curiosos, dela escorria um líquido vermelho, de aparência repugnante e natureza desconhecida, bastante semelhante ao sangue!

Essa bizarra substância começava a se espalhar pelas propriedades vizinhas, fazendo com que o fato fosse levado ao imediato conhecimento das autoridades policiais e governamentais.

Examinando os estranhos antecedentes do fato, chegou-se aos velhos registros da pequena cidade, os quais diziam que no distante ano 1897 – numa época portanto, em que ainda não existiam os aviões – uma coisa voadora, reportada pelos habitantes da época como uma “cidade muito luminosaaproximou-se vinda do céu, fez algumas evoluções diante das assustadas testemunhas e repentinamente explodiu, lançando seus inúmeros fragmentos incandescentes a grandes distâncias!

Na ocasião, assim continuavam dizendo os velhos registros públicos de Aurora, foram recolhidos os restos carbonizados e bastante mutilados de um dos tripulantes daquela coisa e as autoridades, evidentemente não sabendo do que se tratava, determinaram o seu imediato sepultamento no cemitério da cidade, procedendo os correspondentes registros nos anais da prefeitura local.

Uma simples lenda? Claro que não! Primeiramente pelo fato de os registros oficiais servirem como fonte inquestionável de comprovação.

Em segundo lugar, as autoridades do ano de 1974 ao seguirem os rastros da tal massa gelatinosa, chegaram ao seu exato ponto de partida: uma lápide muita antiga e já bastante desgastada pelo tempo, no cemitério da cidade, datada precisamente de 1897 e sem identificação do seu ocupante. E por sinal era a mesma na qual tinham sido depositados os restos mortais da estranha criatura que tripulava a tal cidade voadora muito luminosa!

Em terceiro lugar, verificou-se que todos os moradores da pequena Aurora possuíam exóticas e bastante antigas “relíquias de família” cuidadosamente preservadas pelos seus antepassados: precisamente os pedaços metálicos da tal coisa que explodira no ar!

Quando isso chegou ao conhecimento dos escalões superiores do governo americano, a pequena cidade ganhou enorme notoriedade e passou a despertar “bastante” interesse. Fortes e muito bem armados contingentes militares, acompanhados por vários cientistas, logo cercaram e impediram o acesso àquele misterioso túmulo. A seguir, foram imediatamente recolhidas todas as amostras da tal massa gelatinosa e, é claro, através de um argumento irresistível (coação armada!) principalmente confiscadas todas as ”velhas relíquias” em poder da população!

Haydens Hewes, diretor da associação de pesquisas International Bureau of UFO´s, solicitou autorização judicial para proceder a exumação dos restos mortais daquela criatura misteriosa enterrada no túmulo sem nome de Aurora. Porém, além de essa autorização ter sido prontamente negada já se fazia tarde demais.

As autoridades militares e de informações chegaram bem antes e os recolheram, transportando-os sob forte escolta para local ignorado, juntamente com todos os demais vestígios do acidente ocorrido com aquilo que obviamente se tratava de um OVNI!

O estranho fenômeno da massa gelatinosa, por sua vez, cessou tão repentinamente como surgira. E para dar uma satisfação ao grande contingente de repórteres e pesquisadores que exigia uma explicação, o dr. Arnold Dittman, cientista governamental, assim declarou:

Na verdade não sabemos do que se trata. Pode ser uma bactéria com enorme capacidade de crescimento. Talvez uma mutação, uma nova espécie completamente diferente!

“Bactérias” à parte e quanto ao restante das explicações que, como seria de se esperar nunca vieram, por se tratar de um assunto classificado como top-secret nada mais poderia ser dito e o caso encerrou-se no mais profundo silêncio!

Mas, os cadáveres estranhos não chegam aqui somente do céu. Na própria terra alguns deles já fizeram igualmente vários estragos.

Fonte: Insólito! Mistérios do Céu, da Terra, do Espaço e do Tempo – Sérgio Russo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s