Os Viajantes Das Portas Induzidas

10 buraco-negroImaginemos uma situação hipotética: você, Leitor, vivendo já no Século XXI quando já dispomos de razoáveis recursos tecnológicos e dominamos várias fontes de conhecimento, está passeando em uma praia deserta , ou escalando uma montanha, onde certas condições ainda não bem definidas criam uma misteriosa aura de luz verde que o envolve. Você, então, é a pessoa errada no lugar errado. Em pânico tenta sair daquela brancura total em que o verde se transformou. Após uns breves momentos de pavor e desespero, tudo parece voltar ao normal e retorna àquele mesmo local aonde se encontrava, mas a paisagem parece totalmente diferente. Nada é aquilo que deveria ser!

Pessoas vestidas estranhamente estão pelas proximidades. Ao espreitá-las, se surpreende ao ver que usam vestes do Século XVI. As grandes metrópoles sumiram e somente se vê, aqui e acolá, casarios esparsos e providos de um tipo de arquitetura antiquado. Onde há poucos segundos existiam automóveis reluzentes, aviões cruzando os céus e multidões se divertindo, existe apenas o silêncio, o vazio e o canto dos pássaros!

Qual seria a sua reação diante disso? Surpreso se convenceria que foi capturado por um estranho fenômeno que o lançou de volta ao passado, muitos séculos atrás. Tenta se beliscar, mas infelizmente não se trata de um sonho! Teria coragem então de se apresentar àquela gente atrasada e ignorante, dizendo que veio do futuro distante? Que riscos teria ao proceder assim? Ser queimado em uma fogueira como feiticeiro, ou trancafiado como maluco? Muito provavelmente!

A solução seria se livrar imediatamente das suas modernas roupas, calçados e outras coisas mais fora daquele tempo, tais como o relógio e quem sabe um radinho de pilhas (que por sinal aqui seria totalmente imprestável), mesmo a contragosto roubando aquelas vestimentas que porventura estiverem mais próximas, penduradas em um varal por exemplo.

Com fome, com sede e solitário, uma vez que o homem é um ser racional essencialmente gregário, logo procurará o convívio da comunidade mais próxima. Por sorte falam a sua língua, ainda que de maneira arcaica, mas a adaptação a ela não será muito difícil. Será considerado como um forasteiro e por medida de segurança assim deverá se apresentar. Saberá logo o nome dessa cidade e quem a habita. Nela deverá procurar abrigo e logicamente um trabalho qualquer que possa garantir a sua subsistência. Logo estará plenamente estabelecido e deverá viver da melhor maneira possível, guardando zelosamente, contudo, o seu terrível segredo.

Com o passar do tempo, certamente todos notarão que estão diante de uma pessoa diferente. Vendo algumas coisas tortuosas e certos acontecimentos que caminham erradamente, de maneira sutil você aconselhará pessoas, pois é conhecedor da HISTÓRIA e sabe de antemão como as coisas virão a acontecer naquele lugar, ou mais precisamente naquela época. Logo será tachado de PROFETA, ou quem sabe, vidente!

Mesmo sem querer, porém, deixará algumas pistas ajudando os outros. Verá pessoas doentes e padecendo de males e enfermidades banais que poderiam ser facilmente evitáveis e curáveis. Por um ato de misericórdia, já que conhece preceitos básicos de higiene e medicina, curará certamente muitos casos até então dados como perdidos. A falta de antibióticos, você sabe, pode ser compensada como a aplicação de certos bolores nos maid diversos ferimentos (o mesmo princípio da penicilina); além disso, o alho possui um potente antibiótico natural; o álcool é um poderoso anti-séptico e assim por diante. E por sinal, Somente você sabe que as doenças são provocadas pelos vírus e pelas bactérias, bem como as medidas corretas para evitá-las. Logo será considerado MÉDICO ou talvez milagreiro!

Nos seus momentos de saudades do lar, ou melhor ainda, do seu tempo e da sua época, desenhará aquelas coisas bem comuns e até triviais que um dia fizeram parte da sua vida: aviões, automóveis, edifícios, pessoas vestidas com roupas estranhas, foguetes espaciais, armamentos sofisticados e etc. Enaltecerão, então, as suas qualidades de ENGENHEIRO.

Crenças religiosas pagãs e estapafúrdias, bem como certos dogmas e superstições ultrapassados e bolorentos, não mais aceitáveis na sua época porquanto infantis e pouco convincentes, na medida do possível serão substituídos através das suas idéias por critérios espirituais mais inteligentes, justos e verdadeiros. Quem sabe verão em você um SANTO?

Seus conhecimentos de Matemática, Física, Biologia e das demais ciências até então desconhecidas ou ainda não plenamente desenvolvidas, você os distribuirá ainda que de maneira parcimoniosa, evitando deixar muitas suspeitas. Será por certo, pelo pouco que possa transmitir, identificado como um CIENTISTA!

Mesmo assim e sem o querer, terá contribuído de maneira valiosa para o progresso material e o desenvolvimento daquela gente como membros de uma civilização e…. De alguma forma alterou os rumos da História e dos acontecimentos que se seguiriam!

Chegando ao fim dessa pequena estória, o Leitor certamente estará se perguntando que motivos nos levaram a colocá-lo como personagem de uma ficção em um livro que trata de fatos misteriosos. Bem, a ficção por vezes tangencia e vem a superar a própria realidade. Vejamos um exemplo dos mais expressivos:

Leonardo Da Vinci, um dos personagens mais enigmáticos de todo o passado, aparentemente nascido na Itália em 1452, foi um dos maiores cientistas fora do seu tempo e da sua época. Dizia-se engenheiro, muito embora não tenha cursado nenhuma faculdade de engenharia. Nos seus chamados “Cadernos” retratou de maneira incrivelmente técnica, além de fornecer detalhadas especificações, certas coisas inexistentes naqueles tempos e que somente foram inventadas recentemente, mais precisamente do Século XX em diante:

Estamos falando dos pára-quedas, dos helicópteros, dos submarinos, aparelhos e roupas especiais para mergulhos, das cápsulas espaciais, das metralhadoras e lança-foguetes; da fotografia e da projeção da imagem, dos canhões, das pontes móveis militares, dos tanques de guerra, de um fluído sutil que causa o raio (lasers?); dos aviões e planadores e até mesmo de certos projetos de engenharia cujos extraordinários esboços mostravam edificações e prédios que somente iremos conhecer no Terceiro Milênio!

Isso sem contar os rolamentos de esferas e a transmissão variável por intermédio de engrenagens, a fundamental base das caixas de marchas dos nosso modernos veículos!

Além de ser um excelente perito em criptografia, nas suas anotações, quase sempre efetuadas de maneira estranha e pouco convencional (da esquerda para a direita), chegou a escrever que o registro da maior parte das suas obras de engenharia foi por ele mesmo destruída, pelo perigo que representavam e devido a escrúpulos de consciência”. O que também aconteceu com um dos seus mais interessantes “Cadernos”, precisamente denominado Profecias”.

Esse enigmático personagem era também um hábil pintor e renomado artista. Considerado muito justamente como um dos maiores nomes do Renascimento Italiano, além de ser o autor da famosa Mona Lisa (ou La Gioconda), hoje em exposição no Louvre, bem como das notáveis “A Virgem das Rochas” e “A Última Ceia”, os seus impressionantes e além de tudo gigantescos murais com motivos religiosos ornamentam não somente o Vaticano como também muitas outras catedrais famosas. Ele próprio dizia que detestava os pincéis e as tintas, e somente fazia aqueles trabalhos (por sinal maravilhosos) unicamente para sobreviver!

Pietro della Novellara, um contemporâneo seu, bem revelou essas estranha característica: Estuda arduamente a geometria e não aprecia os seus pincéis. E seus trabalhos de matemática o afastaram a tal ponto da pintura que a simples visão de um pincel o deixa furioso

Pouco se soube da sua vida particular, uma vez que detestava as honrarias e era extremamente soturno, arredio ao convívio com as pessoas. Igualmente tendo sido considerado como um profeta, fez notáveis previsões quanto aos acontecimentos históricos que se seguiriam e chegou mesmo a desenhar um cogumelo atômico, referindo-se a um futuro dilúvio de fogo que destruirá a nossa humanidade!

Falava diversos idiomas, por vezes escrevia algumas coisas em caracteres desconhecidos, e além de tudo isso conhecia profundamente a Física, a Matemática, a Química, a Música e – vejam só – a Medicina, pois chegou a desafiar os parcos conhecimentos da elite científica da época ao realizar precisos e muito notáveis trabalhos ilustrados de morfologia e anatomia humana bem como outros pertinentes à circulação sangüínea – de pronto vetados pelas autoridades eclesiásticas como heresias!

Este homem certamente do futuro perdido na Itália de 1452, já que não existe explicação plausível para os conhecimentos muito além da sua época que sempre demonstrou, oficialmente teria morrido em 1519 deixando para o mundo as notáveis marcas da sua passagem; passagem esta que somente deve ter sido processada através de um dos misteriosos túneis do tempo que por vezes surgem no planeta Terra!

Temos muitos e muitos exemplos com relação às visitas desses verdadeiros viajantes das portas induzidas. Que tal falarmos sobre Nostradamus, aquele que foi considerado o maior vidente de todos os tempos?

Diz-se, muito embora não se tenha certeza absoluta, que seria natural de uma família judia e que teria vindo ao mundo alguns anos depois da descoberta da América por Colombo. Era considerado um médico milagroso, muito embora não tenha freqüentado qualquer escola de Medicina. Em 1525 sua fama espalhou-se ao curar na cidade de Avignon todas as vítimas de uma terrível epidemia de peste, através de uma certa essência mágica (antibióticos?) que trazia consigo. Todos os médicos da época fugiram da cidade apavorados diante do avassalador contágio e somente Nostradamus surgiu para resolver o problema!

Além disso tinha um notável dom da profecia. Sabia de antemão e com absoluta precisão todos os acontecimentos históricos que viriam a suceder, não somente na França como também nos países vizinhos. E muito principalmente em países que somente viriam a existir muitos séculos depois!

Escrevia essas previsões exatamente na cronologia histórica, veladamente e sob a forma de Centúrias, pois era grande a perseguição religiosa na época e como ele próprio escreveu “Foi essa a razão que me levou a usar as linguagem velada, e afastar a pena do papel. Cheguei a pensar em apagar tudo aquilo que havia escrito. Agora explico os acontecimentos futuros de interesse geral, com frases confusas e enredadas…”

Muito sutil mesmo, pois nessas Centúrias mostrou que obviamente veio de um tempo futuro, pois chegou a escrever disfarçadamente nomes como Hitler (sob a forma de Hister), bem como citar o Terceiro (Reich) e os seus fornos do sacrifício.

Também referiu-se à moderna United Arabian Republique, ou UAR (sob a forma arcaica de VAR) e à guerra dos sete dias entre Egito e Israel, bem como previu as duas guerras mundiais e até um ataque atômico que será desfechado em tempos futuros contra ARETHUSA (Areth, Terra em Hebraico, e USA , United States of America), através de uma grande guerra que virá do oriente para o ocidente!.

Descreve dardos voadores que obviamente serão mísseis e que destruirão no porvir a NOVA CIDADE perto do paralelo 45. E como poderia ele saber, a não ser que tivesse vindo exatamente do futuro, que perto do paralelo 45 seria construída muito tempo depois daquela época uma cidade precisamente denominada NOVA YORK?

E no entanto existem outros semelhantes a ele. Muitos mais: Podemos citar Apolônio de Tiana, dessa vez surgido na Grécia, precisamente no ano 4 A.C., afirmando ter vindo de uma cidade habitada pelos “deuses”. Descrevia pedras estranhas que irradiavam luz e a utilização de autômatos, ou robôs, fazendo serviços domésticos! Mas nesse caso em especial, parece ter sido um verdadeiro viajante do tempo, uma vez que controlava de maneira bem definida as suas vindas a esses períodos da História, pois conforme ele mesmo escreveu: “recebera missões de modo a preparar a ocorrência de determinados eventos históricos”!

O que parece ter sido verdadeiro, pois aparecia no Egito, no Tibet, na Índia e em Roma, onde dizia ter por principal missão destruir o império romano! Desafiando abertamente os governantes foi até condenado á morte pelo imperador Domiciano e, no exato momento da execução, desapareceu diante dos espantados olhos dos soldados, em meio a um “clarão extremamente fulgurante”!

Além de ter demonstrado extraordinários conhecimentos de Medicina, pois segundo registros históricos, estancou totalmente uma grande epidemia que grassava na cidade de Éfeso!

O mais curioso é que diz-se a sua “magia” ter sido a responsável pelo incêndio que destruiu Roma e do qual o famigerado imperador Nero levou a culpa. Como de fato, as crônicas da época relatam que os focos de incêndio surgiam misteriosamente em vários lugares ao mesmo tempo e era uma espécie de fogo que a água tornava-se impotente para apagar.

Obviamente produtos químicos tais como o moderno napalm ou quem sabe bombas de ação retardada, totalmente inexistentes naqueles tempos!

O que vem a ser mais impressionante são, contudo, os relatos históricos das suas aparições durante os períodos de governo de vários imperadores romanos, isto é, em épocas diferentes bem distantes entre si. Sabe-se que esteve posteriormente em companhia de Jesus Cristo, tendo ressurgido muito mais tarde, em um outro período da História, precisamente cem anos depois!

Mais exemplos? Sim, citemos Roger Boscovich, surgido em 1711 na Itália e depois radicando-se na França. Devido aos seus elevados conhecimentos para a época, logo tornou-se professor.

Deve-se a ele a divulgação de certos conhecimentos, como por exemplo a transmissão da malária por intermédio dos mosquitos, a existência dos planetas ao redor do nosso sol e também de outras estrelas, bem como as influências do psiquismo no organismo humano. Deve-se a ele, muito antes de Einstein, a enunciação da Teoria da Teoria da Relatividade e, o mais importante e revelador de tudo: as viagens através do tempo!

Em um livro publicado em 1758, Boscovich afirma que o espaço, o tempo e o movimento são descontínuos, compostos por corpúsculos” (átomos em movimentação!) que podem ser combinados de oito maneiras diferentes. E que “se o mesmo ponto material é unido ao mesmo ponto de espaço em diversos momentos do tempo separados por qualquer intervalo, produzir-se-á uma regressão ao mesmo lugar, sendo possível passar através de portas fechadas e voar através das paredes mais duras sem encontrar quaisquer obstáculos, desde que possa ser imprimida uma velocidade suficiente!!!

O que, naquele distante ano, incrível e espantosamente corresponde a uma verdade absoluta, modernamente comprovada através da nossa Física de Vanguarda, pela Teoria dos Quanta!

Fonte: Insólito! Mistérios do Céu, da Terra, do Espaço e do Tempo – Sérgio Russo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s