Os Governantes Invisíveis do Mundo

George Olivier, historiador da V . . Franco Maçonaria, não sem um grande conhecimento de causa, escreveu em 1823 que A ciência Secreta existe desde antes da criação do globo terrestre e que ela foi largamente expandida através de outros sistemas solares”.

image1H7As mais antigas tradições do nosso globo terrestre, notadamente a tibetana, nos falam a respeito de um Governo Oculto do Mundo, estabelecido em reinos subterrâneos, na misteriosa Agartha, ou ainda Shamballah, o qual se estenderia por vários acessos, ou entradas, situados em todas as partes do mundo.

Segundo essa Tradição, essas cavernas profundíssimas seriam iluminadas por uma estranha luz particular, a qual permite, assim como aquela gerada pelo sol, o crescimento de cereais, vegetais e frutas das mais variadas. Em Shamballah, cujas entradas seriam guardadas por campos de forças poderosíssimos e vigiadas por entidades elevadas e sublimes da quarta dimensão, onde habitariam os sábios e uma antiqüíssima civilização que um dia desapareceu da face da terra, oficiaria o Rei do Mundo – um ser elevadíssimo, oriundo de sistemas solares desconhecidos, com milhões de anos de existências e experiências!

Até mesmo os indígenas brasileiros das regiões mais afastadas, insistem em falar a respeito de certas entradas secretas para uma misteriosa cidade denominada “Matatu-Araracanga”, que seria habitada por uma raça branca, a qual nos tempos mais remotos teria vindo de muito longe e onde no topo dos seus imensos obeliscos brilhariam luzes eternas. E muito principalmente a afirmação verdadeira de que aqueles que a procuram desaparecem para sempre!

Onde há fumaça há fogo, talvez mesmo fogueiras! Sabemos que fotografias infravermelhas secretamente obtidas por órgãos governamentais dos mais diversos países têm efetivamente mostrado estranhas construções subterrâneas. Isso no Brasil, França e demais países do mundo! Tais locais revelam-se pontos notáveis de incidência dos chamados OVNI, os quais têm sido vistos entrando e saindo de certos pontos terrestres, onde também certos desaparecimentos inexplicáveis têm ocorrido.

Saint-Yves-d ´Álveydre, foi um iniciado contemporâneo que igualmente revelou alguns detalhes a respeito da misteriosa Agartha e do governo oculto do Rei do Mundo, cuja sede naquele tempo situar-se-ia lá pelos lados do Deserto de Gobi, na Ásia Central.

Porém, nos tempos modernos, alguma coisa mais foi revelada. E revelada por alguém dotado da mais elevada credibilidade!

Estamos falando de Raymond Bernard, na época Supremo Legado e Grande Mestre da Ordem Rosacruz para os países de língua francesa. Deve-se ressaltar que a verdadeira Fraternidade R+C é a mais antiga de toda a face da Terra. Proveniente, segundo a Tradição, da perdida Atlântida, perpetuou-se como uma Escola de Mistérios no Antigo Egito (do seu seio tendo saído inclusive Salomão para fundar as bases da Maçonaria), e teve como seu mais sublime e iluminado restaurador o faraó Akhenaton, permanecendo oculta porém atuante nos tempos do obscurantismo e continuando a sua trajetória no preparo da humanidade para uma nova era de discernimento espiritual e mental, através da Luz, da Vida e do Amor – as três pontas do seu Sagrado Triângulo.

Raymond Bernard, naquilo que classificou em um livro como “Encontros Com o Insólito”, por força do seu elevado ofício era obrigado a percorrer vários países do mundo. E em alguns deles teve aquelas que seriam as mais importantes experiências da sua vida:

Em agosto de 1966, manteve encontros diretos com seres que até então desconhecia e que são, de fato, os componentes do verdadeiro Governo Oculto do Mundo! E como os tempos já estão quase maduros, teve autorização para fazer essas espantosas revelações (grifos e comentários entre parênteses nossos, naquelas partes mais reveladoras e sutis):

Existe um Alto Conselho, que nada tem a ver com políticas e assuntos econômicos, e o nome Agartha já não é mais conveniente. O nome secreto do Governo Oculto do Mundo é A…. (somente conhecido por um pequeno número) e este Alto Conselho é constituído por 12 membros, conhecendo o último ponto que este mundo atingirá em sua evolução. O seu papel fundamental é trabalhar para que cada etapa de cada ciclo esteja concluída no tempo determinado, podendo apressar ou retardar as circunstâncias necessárias para isso!

Acima dele existe um Alto Conclave, de permanência invisível.

O chefe do Alto conselho é o REI DO MUNDO, cuja sabedoria e universalidade são totais, sendo dotado de compreensão absoluta. Muito embora verdadeiramente o seja, não usa o título de rei mas é conhecido como MAHA, o qual periodicamente se reúne com o Alto Conselho, que por sua vez não considera a existência dos diversos países da Terra mas, sim, de um só mundo como um todo.

Esse Alto Conselho é o primeiro elo visível do conjunto hierárquico cósmico e tem por missão cuidar do desenvolvimento harmonioso da humanidade como sociedade organizada, ao longo dos diferentes ciclos previstos desde tempos imemoriais. Sendo o cume hierárquico da humanidade e encarregado de uma missão de cima, representa o ponto de junção entre o plano superior e o visível, transferindo de certa forma para um grau mais elevado a necessidade daquilo que sentem cá por baixo.

O Alto Conselho de A…. sabe que há em todo o Universo, em todas as escalas, concordância perfeita e que no dia em que o indivíduo, assim como a nossa humanidade, se conformarem com as Leis Universais, todos os problemas serão resolvidos e a história deste planeta se concluirá. Muito embora respeite o livre arbítrio dos habitantes da Terra, sem que possa por isso restringi-lo, não poderão impedir que em razão dele catástrofes sejam produzidas por culpa da sua humanidade. Porém dispõe de certos meios para intervir quando necessário, os quais não podem ser inteiramente revelados.

Apesar das fraquezas humanas, das guerras, da ignorância e da miséria, coisas que este Conselho trabalha para evitar, ele dispõe de poder, mas deixa-o na reserva. Esse poder é a possibilidade de fazer agir todas as forças cósmicas e naturais, se for necessário, para impedir a Terra de ir a extremos tais que o Universo, do qual ela faz parte, tenha perturbado o seu equilíbrio fundamental. Se tal eventualidade devesse produzir-se, mais valeria, na verdade, que este planeta se tornasse um astro morto!

E (vejam só!), o Alto Conselho dispõe da Terra. Dispõe do interior da Terra, da superfície e da atmosfera que a envolve!

A sua Tradição é preservada desde a origem, sem alteração alguma e os documentos a ela inerentes, obras e bens superam a compreensão humana. São registros e arquivos muito bem guardados e preservados. E nada neste planeta poderia destrui-los; tampouco regime algum poderá impedir que sejam consultados in loco.

Prevendo desde aquela época o fim do bloco comunista com a extinção da URSS, o que de fato veio a ocorrer muitos anos depois, a maior preocupação futura desse Conselho foi manifestada a Barnard com relação a um confronto de ideologias, que poderá causar o conflito entre o Ocidente e o Oriente, enfim a metade do globo contra a outra. Um perigo real que pode levar ao fim prematuro deste planeta! (E isso está mesmo ocorrendo nos dias atuais!)

Esse Alto conselho está também em estreita relação com o sagrado Colégio que, na Terra, tem por missão cuidar da permanência do pensamento religioso no sentido exato do termo e da perpetuação do conhecimento reservado, aquele que é destinado ao pequeno número cujo mérito foi demonstrado. (Obviamente, acrescentamos nós, as poucas e raras Sociedades Secretas e Fraternidades Iniciáticas autênticas, que ainda permanecem puras na sua Sagrada Essência, detentoras portanto dos poderes temporais, espirituais, tradicionais e iniciáticos, legitimamente outorgados e constituídos – isentas da usurpação por parte dos materialistas e aventureiros)

Dentre muitas outras surpreendentes revelações, a maior de toda viria depois, quando Barnard foi convidado a assistir a uma das reuniões do Conselho de A….:

Foi em Istambul, em um antigo castelo, situado bem longe do centro da cidade em um lugar quase que deserto. Em uma imensa sala abobadada, intensamente clara, uma grande mesa com símbolos desconhecidos sobressaía. Lá existia um pedestal e sobre ele uma pequena pirâmide com cerca de 20 centímetros de altura.

Sem qualquer fio ou ligação, dela vinha a intensa claridade!

Diante da sua total perplexidade, de um dos membros daquele Conselho partiu a explicação: – trata-se de uma forma moderna de iluminação que, no futuro, será comum no mundo. Sua luz é produzida por uma espécie de desintegração do átomo no vácuo, mas na escala infinitesimal. Imagine uma explosão atômica normal e suponha que, no momento em que se produz a claridade tão fulgurante quanto a do sol, cheguemos a perpetuar o que se produz na ocasião sob o vácuo, daí resultaria a luz perpétua no lugar da explosão….Entretanto é tão fácil construir esta lâmpada quanto uma de suas lâmpadas elétricas. Basta saber!

E durante a tal reunião, à qual Barnard somente pôde assistir às preliminares, logo depois que o dirigente emitiu um som em palavras desconhecidas (algo que parecia uma estranha mistura de vogais sem quaisquer consoantes), no que foi imediatamente seguido pelos demais, Barnard ficou ainda mais perplexo ao ver que todos os membros daquele Conselho (no entanto dotados de aparências humanas), se comunicavam intensamente sem contudo emitirem quaisquer sons ou palavras! E além disso, uma estranha vibração azulada tomava conta do recinto!

Barnard descreve que aquilo que via, sem no entanto nada compreender, se tratava de uma estranha “troca”. Tudo, segundo o que escreveu, perdia a noção de espaço e de tempo naquele ambiente extraordinário e o Grande Mestre R+C, apesar de todo o seu imenso conhecimento iniciático, sentia-se perdido em meio a tantas maravilhas que decididamente não faziam parte do nosso mundo e do nosso tempo!

Pois é! Pirâmides irradiante de um tipo muito especial de luz que serão comuns no nosso futuro; E além de tudo uma luz muito intensa, semelhante àquelas existentes nos interiores dos OVNI; seres que dispõem da Terra, do seu interior e, acreditamos que muito principalmente da nossa atmosfera. Que comandam e podem mesmo intervir nos acontecimentos de acordo com a sua vontade. Que além de tudo se comunicam sem palavras. Que exercem missões “de cima” e ainda detêm o poder de tornar este planeta um astro morto, se assim o desejarem…..

É tudo mesmo como um dos líderes daqueles estranhos personagens do Conselho de A…. dissera a Barnard nessa ocasião, e cujas sábias palavras deixamos como uma espécie de brinde para a meditação do prezado Leitor:

O progresso da civilização material pode levar
algumas pessoas a pensar que nada mais há a
descobrir e que cada polegada do planeta é conhecida.
Que erro! Tanto pelo passado e talvez ainda mais que
no passado, o mundo é um mundo de segredo e um
mundo de mistérios.

Serpente MarinhaSim, um mundo denso de mistérios! Desconhecemos
ainda muitas coisas espantosas que nos cercam. Os próprios
oceanos são um enigma. Essa serpente marinha, um animal
dês conhecido, foi fotografada na costa da Austrália pela
tripulação de um pesqueiro. Da mesma forma, já foram
avistados outros animais pré-históricos que se consideravam
extintos, tanto na terra como no mar. Como podemos duvidar
do inexplicável?

Fonte: Insólito! Mistérios do Céu, da Terra, do Espaço e do Tempo – Sérgio Russo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s