Análises da Filmagem de Suposto UFO no Interior do Rio de Janeiro

O suposto objeto de Queimados não passa de um inseto (crédito: Rede Record de Televisão)

O suposto objeto de Queimados não passa de um inseto (crédito: Rede Record de Televisão)

Conforme relatado nesta notícia da revista UFO do dia 25 de março de 2013, enfim o resultado das análises de um caso ocorrido no Rio de Janeiro, onde um (morador de um sítio) teria filmado e registrado o que parece ser um nave (ou esferas de luz) e um suposto ser, para mais informações > leia os resultados da análise feita do vídeo:

 Não foi desta vez “que pena fica para a próxima” quem sabe?

Estudiosos da Revista UFO comprovam que o objetivo filmado não passa de um inseto!

 Na primeira quinzena de março, a Rede Record de Televisão exibiu reportagens nos programas Geraldo e Balanço Geral a respeito de uma filmagem obtida por um sitiante na cidade de Queimados, interior do Rio de Janeiro. A matéria apresentava o vídeo do suposto UFO que teria pousado no sítio de madrugada, e sido flagrado por uma câmera que o morador instalou a fim de proteger sua criação de animais de frequentes roubos.

O programa apresentou os ufólogos Orlando Barbosa e Paulo Aníbal, que apresentaram seus pareceres. Aníbal afirmou que a filmagem tinha qualidade insuficiente para que fosse possível tirar qualquer conclusão, mas que seria importante analisar o depoimento de testemunhas oculares que supostamente teriam avistado o objeto. Já Barbosa defendeu a autenticidade da gravação, que segundo ele comprovam o pouso de um UFO no local. Entretanto, o perito convidado pelo programa, Mauricio de Cundo, disse que o vídeo é resultado de algum pequeno objeto muito próximo da lente da câmera, refletindo a luz dos LEDs.

A Equipe UFO, através dos especialistas Julio Rena e Toni Inajar, realizou uma detida análise do vídeo apresentado pela Rede Record. Eles comentaram inclusive as galinhas mortas exibidas na reportagem, que para Toni na verdade se resumem a uma única, e sequer foi apresentado qualquer laudo veterinário quanto a causa mortis. De fato, não há qualquer ligação entre o animal e o suposto UFO. Além disso, desmentem a versão de que um suposto ser aparece no vídeo, descrito na reportagem.

Sobre o objeto, o parecer de Rena e Inajar aponta:

O objeto surge de modo idêntico ao pouso de um inseto, repententinamente, com um comportamento incoerente ao que uma suposta nave teria.

O forte brilho do objeto é causado pela sua grande proximidade com os LEDs da câmara, refletindo a luz emanada, causando o efeito luminoso.

Os arcos no restante da imagem são apenas reflexos deste inseto. Como são diversas lâmpadas, contornando a lente objetiva, surgem múltiplos reflexos. O suposto vulto que o repórter afirma ver é apenas pareidolia (erro de interpretação, assim como ver formas de animais em nuvens).

Os movimentos constatados em uma pequena região da parte superior do objeto brilhante, são em tudo semelhantes aos movimentos naturais e repetitivos que um inseto faz, especialmente mariposas, com seus membros anteriores, com o objetivo de exalar feromônios a fim de atrair companheiros para acasalamento.

A pequena esfera que surge e desaparece, quase ao final do filme, tem todo o aspecto das imagens (esferas) produzidas quando um pequeno inseto se aproxima e se afasta da lente da câmara. Tal aparecimento repentino se dá porque, devido a suas reduzidas dimensões seu reflexo somente se intensifica e fica perceptível quando ele já se encontra muito próximo das luzes no entorno da lente, e assim que o inseto se afasta um pouco, torna a ficar imperceptível pela câmara. O formato esférico se deve ao fato de a câmara captar somente o brilho de seu reflexo, não conseguindo pela proximidade captar suas formas, pois o mesmo está na pequena área permanentemente fora de foco, logo em frente à câmara.

Assim, os especialistas Julio Rena e Toni Inajar da Revista UFO concordam e complementam o parecer do perito Mauricio de Condo apresentado no próprio programa da Rede Record. A análise científica comprova que nada há de extraordinário na filmagem, que registrou apenas a presença de um comum inseto. O caso comprova a necessidade de extremo cuidado nas afirmações diante de eventos supostamente extraordinários, buscando a palavra de especialistas que possam realizar uma análise amparados por profundos conhecimentos técnicos.

Veja a matéria neste link: Reportagem da Rede Record de Televisão

Assista o vídeo:

Fonte (texto e vídeo): Luiz Carlos, Revista UFO,

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s