Tempo de Voo Para a EEI é Reduzido Duas Vezes

4highres_00000401942890A nave pilotada Soyuz, lançada na sexta-feira do cosmódromo de Baikonur, chegou à Estação Espacial Internacional em tempo recorde. O voo da tripulação, constituída pelo comandante Pavel Vinogradov, o engenheiro de bordo Alexander Misurkin e o astronauta da NASA Christopher Cassidy, levou apenas seis horas. Antes eram necessários dois dias para chegar à estação.

Pela primeira vez foi realizado o chamado esquema expresso de voo da nave pilotada. A Soyuz deu apenas quatro voltas em torno da Terra, enquanto que, habitualmente, são dadas 30. Por isso o tempo de voo foi reduzido em 8 vezes. Isto exigiu cálculos preliminares complexos, assinala o observador da revista Novosti Kosmonavtiki Igor Lisov:

Quando a Soyuz entra em órbita e deve voar até a estação, tudo é determinado pela distância até ela. Se ela está suficientemente perto, como neste caso, quando até ela havia cerca de 30 graus em medida angular, pode-se chegar rapidamente. Se ela está longe a uma distância da ordem de 150 graus, já não se consegue rapidamente. É a mecânica celeste. Com o tradicional esquema de dois dias são muitas as variantes em relação às posições da nave e da estação, mas o voo pode ser organizado em qualquer dia praticamente. O esquema expresso é rápido e ótimo, mas é uma tarefa preliminar muito complexa prever a data e hora do lançamento.”

O acoplamento da Soyuz com a EEI ocorreu no tempo calculado. A grande experiência do comandante da Soyuz contribuiu para o êxito da operação. Para Pavel Vinogradov, este já é o terceiro voo, no qual ele comemorará seu 60º aniversário, diz o membro correspondente da academia Tsiolkovsky de cosmonáutica russa, Yuri Karash.

É um notável especialista e boa pessoa. Mas 60 anos não é tanto assim. Não vamos esquecer que o astronauta mais velho tinha 77 anos quando realizou seu segundo voo ao cosmos. Foi John Glenn. Neste ano ele, a propósito, comemora seu 92º aniversário. Na época de Yuri Gagarin considerava-se que deviam voar ao cosmos pessoas jovens, com menos de 30 anos de idade e que estivessem de perfeita saúde. Hoje, graças à experiência colossal acumulada pela humanidade, já se sabe que praticamente qualquer pessoa saudável pode aguentar um voo de curta duração, pelo menos.”

A duração do voo da atual expedição na EEI será de 168 dias. Neste período, os cosmonautas receberão e descarregarão várias naves de transportes russas, americanas e uma europeia. O programa científico russo inclui 42 experiências. Em particular a experiência “Raio-gama” ajudará a humanidade a prever no futuro os terremotos e outras calamidades naturais globais. Outra não menos interessante é a experiência “Ambiente” que dará aos construtores importantes dados científicos, que podem ser usados nos projetos de grandes naves cósmicas para voo à Lua, Marte ou Vênus. Os equipamentos para ela serão instalados na superfície externa da EEI durante uma das saídas dos cosmonautas ao espaço.

Fonte: http://portuguese.ruvr.ru/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s