Sonda Cassini Flagra Meteoroides Atigindo Aneís de Saturno!

Após sete anos de observação, cientistas da NASA conseguiram detectar nove meteoroides atingindo os anéis de Saturno, o que faz do gigante gasoso um do poucos lugares do Sistema Solar onde esse tipo de evento já foi observado.

Anéis de saturno sofre impacto de meteoros.

Anéis de saturno sofrem impacto de meteoros.

O resultado das observações mostrou que os meteoroides de Saturno tinham tamanhos que variavam entre menos de 1 centímetro até diversos metros de diâmetro e foram detectados pela sonda Cassini em observações feitas em 2005, 2009 e 2012.

Essa é a primeira evidência direta de que os meteoroides atingem os anéis de Saturno.

Antes, dados coletados pela sonda já mostravam que os anéis do planeta agem como detectores muito eficazes dos fenômenos que circundam o planeta, incluindo aqueles que ocorrem em seu interior e em suas luas. Como exemplo, uma súbita e extensa ondulação de 20 mil km detectada nos anéis internos, provavelmente provocada pelo impacto muito intenso de um meteoro ocorrido em 1983.

Os detalhes das observações foram publicados na revista Science e revelam que os objetos impactadores são muito parecidos com os que atingem a Terra. “Saturno e Terra são vizinhos muito diferentes e isso é emocionante de ser constatado“, disse a pesquisadora Linda Spilker, cientista do projeto Cassini ligada Laboratório de Propulsão a Jato, da NASA.

Anéis Brilhantes – O equinócio de Saturno durante o verão de 2009 foi um momento especialmente bom para observar os destroços deixados pelos impactos de meteoritos, uma vez que o ângulo muito baixo da luz solar sobre os anéis faz as nuvens de detritos brilharem contra os anéis escurecidos.

Sabíamos que esses pequenos impactos ocorrem constantemente, mas não tínhamos ideia do quão grande ou frequente podem ser“, disse Matt Tiscareno, principal autor do paper (trabalho científico) na Universidade de Cornell. “A luz do sol brilhando nas bordas dos anéis durante o equinócio foi determinante e permitiu que detalhes normalmente impossíveis de serem vistos fossem revelados“,

Com a descoberta, Tiscareno e seus colegas acreditam que meteoroides deste tamanho provavelmente quebram em um primeiro encontro com os anéis, criando pequenos pedaços mais lentos que entram na orbita de Saturno.

O impacto desses meteoroides nos anéis secundários os arremessa para cima, formando nuvens com diferentes gamas de velocidades orbitais em torno de Saturno. As nuvens que se formam são então puxadas no sentido, produzindo um padrão de longas listras brilhantes.

Os anéis de Saturno são extraordinariamente brilhantes e limpos, levando alguns pesquisadores a sugerir que sã o muito mais jovens do que o planeta“, disse Jeff Cuzzi, um dos autores do estudo junto ao Centro de Pesquisas AMES, da NASA.

Foto: Cinco imagens dos anéis de Saturno feitas pela sonda Cassini entre 2009 e 2012 mostram nuvens de material ejetado a partir do impacto de pequenos objetos contra os anéis do gigante gasoso.

Crédito: NASA/JPL-Caltech/ Space Science Institute/ Cornell, Apolo11.com.

Fonte: Apolo11.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s