O Perigo das Tempestades Magnéticas

O Sol continua mostrando “quem” dita as regras no sistema Solar.

Ejetado pelo Sol na segunda-feira um gigantesco plasma em chamas aproximou-se da Terra e provocou uma tempestade magnética no planeta. Os especialistas não excluem possíveis abalos nas comunicações, panes nos sistemas de navegação das naves cósmicas e até mesmo destruição de equipamentos de energia.

Os especialistas chamam de tempestades geomagnéticas as perturbações do campo geomagnético da Terra. A causa de tais tempestades são as correntes de vento solar que se dirigem ao nosso planeta e sua interação com a magnetosfera da Terra, explica o chefe da seção de física do plasma cósmico do Instituto de Pesquisas Cósmicas, Anatoli Petrukovich.

Na segunda-feira no disco do Sol foi encontrada fibra-coágulo de plasma relativamente frio, que parece com uma pequena sombra no disco luminoso do Sol. Em princípio não são objetos muito perigosos. Eles estão ligados ao Sol pelo campo magnético. Periodicamente esta ligação se rompe, então a fibra é lançada no vento solar, transformando-se em nuvem de densidade elevada e energia. Tais fibras são bastante raras. A tempestade magnética, que foi provocada por essa fibra em interação com o campo magnético da Terra, começou na noite passada. Seu máximo, provavelmente, já passou.

Esta tempestade não provocará um apocalipse no planeta, embora as pessoas possam sofrer com isso, assinala o acadêmico da Academia Russa de Cosmonáutica, Alexander Zheleznyakov:

Aqueles que sofrem de doenças cardiovasculares são muito sensíveis a semelhantes fenômenos naturais. Quanto aos recursos técnicos, semelhantes emissões, ao atingir a Terra, podem abalar o trabalho dos meios de telecomunicações, dos equipamentos energéticos. Mas deve-se considerar que todos estes recursos, ao serem implantados, têm em conta semelhantes fatores naturais. É verdade que podem haver falhas isoladas nos satélites, mas são justamente falhas, os próprios aparelhos cósmicos raramente deixam de funcionar totalmente. Apesar de tais casos terem acontecido. Não há qualquer ameaça para os astronautas, que agora trabalham na Estação Espacial Internacional, que é projetada para semelhantes fenômenos. No que se refere ao sistema de defesa antimíssil, este é projetado considerando-se semelhantes fenômenos. É pouco provável que isto possa influir sobre seu funcionamento.

E muito menos pode levar a uma situação em que elementos do sistema de defesa antimíssil funcionem espontaneamente. Entretanto em tal campo como a aviação, são extremamente necessários o cálculo e a previsão de tempestades magnéticas, salienta o redator-chefe da revista da aviação e cosmos Aviapanorama, Pavel Ivanov:

A análise detalhada dos dados de estatística de acidentes aéreos mostrou que as situações de acidente, relacionadas com ações erradas da tripulação, em certa medida dependem das condições hélio-geofísicas.

Os especialistas dizem que não se pode prever com exatidão a força das tempestades magnéticas. Todos os parâmetros da ejeção de plasma, que as provocam diretamente, não podem ser medidos no disco solar. Mas eles podem ser registrados diretamente perto da Terra por um satélite especial. Isto ocorre 1-2 horas antes do início da tempestade. Então os cientistas fazem a “advertência de tempestade”.

Fonte: http://portuguese.ruvr.ru

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s